Aprendizado em Tecnologia

A cada ano que passa, percebemos uma forte influência da tecnologia em todas as carreiras mas, o que muitas pessoas não percebem, é que tecnologia é uma carreira como qualquer outra, merecendo o respeito e dedicação tanto por quem a estuda, quanto pelas pessoas que a ensinam. Chegamos num momento em que fica difícil competir no mercado sem fazer uso da tecnologia, seja em ferramentas dentro do escritório ou até mesmo em um comércio qualquer, sem falar na utilização pessoal em smartphones, tablets e outros gadgets.

No entanto, é muito importante diferenciar o profissional de tecnologia dos usuários da tecnologia.

educacaoetecnologia-cred-fotolia

Comparando com as outras carreiras

As carreiras a serem seguidas na área de tecnologia são muitas e têm particularidades como qualquer outra carreira. Enquanto um advogado ou um contador devem estar constantemente atualizados em relação à legislação e suas mudanças, o profissional de TI deve estar constantemente atualizado com as tecnologias do mercado. Não é um trabalho simples mas, para quem aprecia a área, é tão necessário ou prazeroso quanto um corretor da bolsa de valores ler o caderno econômico e político durante seu café da manhã.

Infelizmente, a maioria das pessoas somente terão contato com aprendizado em tecnologia durante a graduação, gerando simpatia para alguns e terror para outros que acabam desistindo no meio do caminho. Enquanto não houver uma verdadeira inclusão da carreira de TI nos atuais moldes de ensino, este cenário dificilmente irá mudar e o mercado de TI continuará crescendo com carência de profissionais verdadeiramente capacitados. Existe um estudo que revela chegarmos no ano de 2015 com déficit de 100 mil profissionais.

Começar pelo início

Não existe uma receita mágica para ser um bom profissional de TI. Requer disciplina, dedicação, paciência, persistência e, não obrigatoriamente mas acredito ser o que diferencia o profissional em qualquer carreira: paixão.

Muitos jovens passaram por mim querendo começar com assuntos avançados e que, para nós que somos veteranos, chega a ser algo muito simples. Costumo dizer que fui alfabetizado junto com meus conhecimentos em tecnologia e que esta não é a realidade de todos, infelizmente. Então sempre recomendo aos jovens começarem pelo início. Principalmente se quer seguir a carreira de desenvolvimento de soluções em software. Não é possível escrever antes de aprender a ler e, nesta carreira não é diferente. Defendo a integração da lógica de programação desde o ensino fundamental porque não beneficia somente aqueles que pretendem seguir a carreira de desenvolvimento de software, mas ajuda o indivíduo a tomar decisões com maior facilidade em qualquer assunto. Pode não acreditar, mas pessoas com raciocínio lógico melhor treinado são melhores motoristas! Sim, pois tomam decisões mais acertadas rapidamente em vez de reagirem apenas instintivamente. Raciocínio lógico somente se desenvolve praticando.

Voltando ao assunto sem me empolgar tanto, o candidato a carreira de TI precisa seguir um passo de cada vez e somente entrar no âmbito das tecnologias e ferramentas quando os conceitos estiverem claros em sua mente.

Ansiedade leva a frustração

Isto é um fato. Quando a pessoa permite que a ansiedade tome conta, o resultado pode ser uma grande frustração. Sim, pois você acaba ignorando estágios importantes do aprendizado, considerando que são desnecessários para atingir rapidamente o seu objetivo, muitas vezes empolgado com um aplicativo bonito e funcional que viu. Os conceitos e conhecimentos ignorados nestes estágios são fundamentais para que a pessoa tenha êxito em projetos que ela considera mais produtivo. Quando estes projetos tornam-se complexos demais e a pessoa não consegue avançar, ocorre a frustração e seguida, muitas vezes, da desistência de ser um profissional de TI. Este é um dos pontos que contribuem para a falta de profissionais na área.

Curva do aprendizado depende dos conceitos

Tudo que praticamos na vida profissional é precedido de uma série de conceitos. Conheço muitos profissionais que aprenderam na prática e não vou negar que seja a parte que vai realmente certificar a produção de cada profissional, mas ter os conceitos em mente nos permite chegar ao sucesso com maior rapidez, além de entendermos o que nos levou a algum erro. Quando você absorve todos os conceitos, tecnologia passa a ser uma ferramenta, ou seja, um meio de produzir algo. Falando especificamente dos desenvolvedores de software, aprender uma linguagem de programação requer apenas aprender sintaxes, pois o funcionamento segue os mesmos conceitos que aprendeu. Comumente se ouve dizer que IF existe em qualquer linguagem (e isto é uma verdade), quando falamos de desvios condicionais. Seria algo tão natural como se pensássemos:

Se estiver chovendo vou levar o guarda-chuva, senão deixarei ele no carro.”

Quando o programador está codificando um sistema de informação, transforma estas condições (este raciocínio) em código de uma linguagem de programação. Isto acaba se tornando algo tão natural na vida de um programador que acaba fazendo parte da sua maneira de pensar. É como se você adquirisse tanta intimidade com o idioma inglês, que passa a “pensar” no idioma inglês. Normalmente as pessoas que estão aprendendo um idioma, pensam o que querem dizer no seu idioma pátrio, traduzem mentalmente para, depois, pronunciar.

Programar é escrever o raciocínio

Conforme conversamos logo acima, o programador codifica um raciocínio lógico para algo que a máquina entenda. Este tradutor é a linguagem de programação. Então, o programador nada faz além de ser um tradutor-interprete entre o humano e a máquina.

Você não diz ao computador: Mostre todas as categorias de despesas ativas no banco de dados da empresa e organize em ordem alfabética em uma lista para que eu escolha apenas uma.”

Você precisa utilizar a codificação através de uma linguagem de programação para dizer ao computador exatamente este raciocínio lógico que escrevemos acima. Note que eu coloquei em negrito alguns termos que estão ligados diretamente à codificação que teremos que fazer.

Agora, apenas a título de curiosidade, como ficaria este raciocínio expresso em uma linguagem de programação? Seria algo assim:

exemplo-codigo

Conceitos de classes, heranças, abstrações, laços de repetições, conexão com banco de dados, pesquisas, enfim, uma série de coisas a serem aprendidas separadamente para que possam ser utilizadas em conjunto na criação de soluções. Além disso é preciso conhecer bem toda a parte de design para que sejam capazes de elaborar aplicativos intuitivos e aderentes ao ambiente onde estão (web, desktop ou mobile) e seus respectivos públicos (financeiro, comercial, agricultor, etc…).

Eterno aprendizado

Manter-se atualizado é o grande desafio para o desenvolvedor. Algo absolutamente comum é fazer cursos de atualização, tirar certificações e continuar estudando e aprendendo diariamente em fóruns, blogs e sites especializados. Assim como citei o corretor da bolsa de valores lendo o caderno econômico e político durante seu café da manhã, participar de fóruns, debater questões técnicas e se manter atualizado com as novidades de tecnologia do mercado é a leitura obrigatória de um bom desenvolvedor. Em outras palavras, o aprendizado nunca termina.

Anúncios

Uma resposta para “Aprendizado em Tecnologia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s